ENGENHO, UMA BREVE HISTÓRIA DA ENGENHARIA

 

O conceito de “engenharia” provém da Antiguidade quando o Homem, através do desenvolvimento lógico e das tentativas, aplicando os princípios básicos da mecânica, desenvolveu invenções que marcaram a História, como a roda, a alavanca e a polia.

Com a descoberta da pólvora, o progresso da artilharia e a necessidade de modificação e construção de fortificações, principalmente a partir do século XVII, passou-se a necessitar imprescindivelmente de profissionais capacitados no planejamento e execução de tais obras; elas teriam que ser, ao mesmo tempo, eficazes/sólidas e econômicas. Dessa mesma demanda, surgiu a necessidade da construção de vias e portos para fins militares, forçando o surgimento de entidades especializadas em engenharia nos exércitos. Historicamente, a engenharia lidava apenas com objetos tangíveis (como a criação das máquinas) e quando ela ascendeu como profissão no século XVIII, a terminologia era usada estritamente para se referir às atividades cujos fins eram aplicados a matemática e a ciência. Com o decorrer do desenvolvimento socioeconômico e técnico-científico da Humanidade, este campo de atuação modificou-se, passando a lidar também com entidades não tangíveis, como custos, logísticas, aplicações em informática e sistemas.

Destaca-se ainda o fato curioso de que desde que o terno "engenheiro" chegou ao Brasil, seu significado englobava o do dono ou capataz de engenho, que eram as primitivas e às vezes precárias instalações para a fabricação de açúcar, cachaça, farinha, etc.

ORIGEM

DEFINIÇÃO

 

A Engenharia compreende um conjunto de conhecimentos e técnicas referentes à elaboração, ao funcionamento e às aplicações de procedimentos, dispositivos e máquinas. Em seu critério, tudo o que é projetado, processado ou construído deve ser conforme o uso da melhor técnica, sem custos desnecessários e objetivando a melhor otimização.

Nos processos de criação, aperfeiçoamento e complementação, a engenharia conjuga os vários conhecimentos especializados no sentido de viabilizar as utilidades, tendo em conta a sociedade, a técnica, a economia e o meio ambiente.

A etimologia do termo “engenharia” descende da palavra “engenheiro”, ou seja, aquele que no início do século XVI era capaz construir fortificações e operar o engenho bélico. Nessa época, engenho referia-se a uma máquina de guerra (como uma catapulta). A palavra “engenho”, por sua vez, origina-se do latim “ingenium” que é aquele que tem caráter inato, talento, capacidade e habilidade de inventar.

A engenharia subdivide-se em diversas especialidades, tais como: engenharia civil, elétrica, mecânica, de minas, naval, química, reversa, agrônoma, de pesca, florestal, de petróleo, de produção etc.